domingo, 4 de outubro de 2009



“As Tecnologias têm um Impacto”

        De acordo com Pierre Lévy, as técnicas viriam de um outro planeta, do mundo das máquinas, frio, sem emoções, estranho a toda significação de qualquer valor humano, mas acreditava o contrário, que não somente as técnicas imaginadas, fabricadas e reinterpretadas durante seu uso pelos homens, como também o próprio uso intensivo de ferramentas que constitui a humanidade enquanto tal. Tais técnicas seria um ângulo de análise dos sistemas sócios - técnicos globais, seu ponto de vista enfatizava na parte material e artificial dos fenômenos humanos e não uma entidade real, que existiria independentemente do resto, que teria efeitos distintos e que agiria por vontade própria.
        Surgem vários impactos conseqüentes dos avanços tecnológicos, sendo eles positivos ou negativos. Quando os impactos forem negativos, seria na verdade incriminar a organização do trabalho ou as relações de dominação, ou até mesmo os complexidade dos fenômenos sociais. Enquanto que nos positivos, as técnicas são se tornam responsáveis pelos sucessos, mas aqueles que conceberam, executaram e usaram os determinados instrumentos. No entanto a qualidade do processo de apropriação em geral se torna mais importante que as particularidades sistemas das ferramentas, supondo que os dois aspectos sejam separáveis.
        As verdadeiras relações, portanto, não são criadas entre a tecnologia e a cultura, mas sim entre um grande número de atores humano que inventam, produzem, utilizam e interpretam de diferentes formas as técnicas.
        O desenvolvimento das cibertecnológias é encorajado por estados, que perseguem as potencias em gerais, torna se uma questão de competição econômica mundial entre as firmas gigantes das eletrônicas e do software. Traz consigo propósitos aos usuários aumentando suas autonomias e multiplicam suas faculdades cognitivas.
        A emergência do ciberespaço acompanhada traduz e favorece toda a evolução da civilização, sendo que uma técnica é produzida dentro de uma cultura, e uma sociedade encontra-se dependente por suas técnicas.
        Ao meu vê as técnicas evolutivas trazem benefícios, assim como as malícias, dependem de que as usam.
        O ciberespaço, dispositivo de comunicação interativo e comunitário, apresenta-se como um dos instrumentos privilegiados da inteligência coletiva, torna-se uma das principais condições de seu próprio desenvolvimento. Com o crescimento do tal espaço não determina automaticamente o desenvolvimento da inteligência coletiva, apenas fornece a esta inteligência um ambiente próprio.
        Portanto, com os avanços tecnológicos as novas tecnologias de informação e comunicação e a própria cultura que alteram nos processos da produção, de criatividade, capacidade e de circulação de bens e serviços.